A cerimónia, para a qual foi convidada a comunicação social, inclui o descerramento de uma placa, a visita às instalações e um momento de convívio. A Piscina de Beja vai estar aberta ao público entre 2 e 15 de setembro, sem o habitual encerramento às segundas-feiras. Em 2023, o espaço já vai funcionar durante toda a época balnear.

A obra, que custou mais de 2 milhões de euros, comparticipados em cerca de 50% por fundos comunitários, começou no verão de 2020, e o prazo inicial de execução era de 12 meses, mas vários atrasos levaram a que só agora esteja concluída.

Paulo Arsénio, presidente da Câmara Municipal de Beja, para justificar o atraso, começa por dizer que houve situações que não estavam previstas em projeto, nomeadamente as obras decorrerem em contexto de pandemia e a dificuldade de fornecimento de materiais.

Paulo Arsénio faz ainda uma apresentação relativamente àquilo que as pessoas vão encontrar na Piscina de Beja, já a partir de sexta-feira aquando da sua reabertura ao público. Quanto ao facto de abrir o espaço a 15 dias do final da época balnear, o autarca explica porquê.

Comente esta notícia

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.